Voltar

Autenticação em dois fatores para acesso ao Projudi será obrigatória a partir de 13/09


AUTENTICAÇÃO EM DOIS FATORES PARA ACESSO AO PROJUDI SERÁ OBRIGATÓRIA A PARTIR DE 13/09

Usuários deverão informar código gerado por aplicativo de smartphone para acessar o sistema

A partir da próxima segunda-feira (13/09), o acesso ao sistema Processo Judicial Digital (Projudi) do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) deverá ser realizado por meio da autenticação em dois fatores. A mudança, que pretende fortalecer a segurança do sistema, foi implantada em 02 de agosto e passará a ser obrigatória, também, para usuários externos ou que não possuam login de acesso à intranet do Tribunal. Atualmente, são exigidas apenas as credenciais (CPF/CNPJ e senha).  

A Autenticação em Dois Fatores (2FA) consiste em uma forma de identificação do usuário que utiliza dois métodos diferentes de autenticação, sendo o primeiro o login do Projudi e a respectiva senha. O segundo fator é um código numérico temporário de seis dígitos, gerado por meio do Google Authenticator, aplicativo para smartphone. Para permitir a geração do código é necessário realizar o cadastro de um dispositivo autenticador, seu smartphone, por meio deste link. O cadastro é rápido e vincula o aplicativo à conta do usuário por meio da leitura de QR Code. O link para acesso ao cadastro ficará disponível até o dia 12 de setembro, dentro do Projudi, no menu Outros / Meus dados. 

O acesso também pode ser realizado por meio de um Certificado Digital A3 (ICP - Brasil) válido. Nessa forma de acesso, não será utilizada a autenticação em dois fatores, pois a segurança oferecida pela Certificação Digital é considerada satisfatória. Para realizar o acesso desta maneira, será necessário escolher a opção “Certificado Digital” na tela inicial. Para saber o passo a passo de como realizar o procedimento nesta categoria, clique aqui.   

Para saber mais a respeito da autenticação em dois fatores e conferir a solução para os problemas mais comuns, assista ao vídeo explicativo abaixo: 

 

 

 

Atenção!  

- O TJPR nunca ligará pedindo o código de autenticação. O código será solicitado, pelo sistema, apenas no momento de acesso.  

- O login, senha e código de autenticação são secretos, pessoais e intransferíveis.