Destaques Destaques

Voltar

Construções, reformas e ampliações nos Fóruns estão entre as prioridades da gestão

Foto: IRWL Foto: IRWL

Construções, reformas e ampliações nos Fóruns estão entre as prioridades da gestão

21 Fóruns passaram por reformas, totalizando mais de 4.100 intervenções efetuadas no primeiro semestre de gestão
Qua, 04 Out 2017 17:49:00 -0300

Com o intuito de melhorar o atendimento prestado pelo 1.º Grau de Jurisdição, que é a porta de entrada da Justiça para aqueles que buscam seus direitos, o Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) vem intensificando os trabalhos para atender as solicitações de reformas, ampliações e demais necessidades afetas às 161 Comarcas do Estado.

Somente nos seis primeiros meses desta gestão 21 Fóruns passaram por reforma. Foram mais de 4.100 intervenções efetuadas pelo Departamento de Engenharia e Arquitetura do TJ-PR. Entre os serviços estavam reparos na pintura, manutenção hidráulica, elétrica e serralheria.

No interior, por exemplo, os Fóruns de Capitão Leônidas Marques, Assis Chateaubriand, Siqueira Campos, Fazenda Rio Grande, Santa Izabel do Ivaí, Rolândia, Iporã, Ibiporã, Apucarana, Irati, Sengés, Medianeira e Paranavaí receberam reparos.

Construções     

Atualmente oito Fóruns estão em obras (construção/ampliação) no interior, dentre eles estão o de São João, cuja inauguração está programada para novembro, de Rio Negro, de Guaratuba e de Foz do Iguaçu.

Na capital, o Fórum Criminal e o Fórum dos Juizados Especiais também estão em construção, com previsão de conclusão no primeiro semestre de 2018.

O Departamento de Engenharia e Arquitetura também está trabalhando na elaboração de novos Editais para a construção dos Fóruns de Goioerê, Londrina (bloco criminal), Centenário do Sul, Bela Vista do Paraíso, Marmeleiro, Matelândia, Palotina e Ampére.

Novos Projetos

O Departamento de Engenharia e Arquitetura do TJ-PR vem atuando na busca de soluções inovadoras para economia de energia elétrica. Um dos projetos é a substituição das lâmpadas fluorescentes por LED em todo o Estado. Essa troca poderá ocorrer em parceria com a Copel, por meio de um Edital de Chamada Pública, e deve gerar uma economia de até R$ 2,5 milhões por ano ao TJ-PR.

Destaque também para a instalação de placas solares que devem ser colocadas nas novas construções projetadas a partir de 2018.

De acordo com Alexandre Arns Steiner, Diretor do Departamento de Engenharia e Arquitetura do TJ-PR, está em tratativa ainda a criação de uma usina de produção de energia solar. “Esse projeto poderá atender o abastecimento de energia de aproximadamente 20 Fóruns de entrância inicial. Isso representa cerca de 15% do nosso consumo atual”, pontua.

Fórum do Futuro

Para um atendimento mais ágil e eficiente das futuras construções forenses, o Departamento de Engenharia e Arquitetura está elaborando um projeto padrão para os Fóruns de Entrância Inicial, intitulado como Fórum do Futuro.

O conceito do projeto consiste na organização dos espaços por meio de divisórias de alto padrão e alto desempenho acústico, isso possibilita facilidades no processo de instalação e reorganização dos espaços internos. O intuito é também minimizar as intervenções nas manutenções futuras. Outro procedimento que será adotado refere-se à impermeabilização no local das coberturas com telhas.

Segundo Steiner, com esses procedimentos ocorrerá uma significativa diminuição no prazo de execução das obras, com expectativa em 30% de ganho no prazo, além de uma previsão de economia no orçamento.

Gestão

Buscando aprimorar os processos de gestão, o Departamento de Engenharia e Arquitetura criou um banco de dados com informações das edificações pertencentes e locadas pelo Tribunal e, também, está fazendo um levantamento da situação das edificações das Comarcas do interior.

Foi criado pelo setor um Sistema de Padronização de Processos de Trabalho do Departamento de Engenharia e Arquitetura, permitindo dessa forma o início de um sistema de padronização de procedimentos internos no DEA.

Confira fotos do Centro Judiciário.