Destaques Destaques

Voltar

Escola de Servidores capacitará cerca de 1.800 pessoas no TJPR até o final do 2º semestre


Escola de Servidores capacitará cerca de 1.800 pessoas no TJPR até o final do 2º semestre
Ações têm o objetivo de garantir a formação inicial e continuada dos servidores do TJPR para a promoção de uma prestação jurisdicional com mais qualidade
Seg, 07 Out 2019 18:57:05 -0300

Com o aumento do número de demandas judiciais e com o aperfeiçoamento dos serviços do Poder Judiciário, está se tornando cada vez mais necessária a formação de um corpo técnico qualificado para garantir celeridade, eficiência e qualidade dos serviços públicos. Em razão disso, a Escola de Servidores da Justiça Estadual (ESEJE) está promovendo a capacitação dos servidores e colaboradores do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) por meio de um programa que possui diversas frentes de ação.

Durante o ano, a Escola de Servidores atende a solicitações específicas das unidades, promovendo cursos para utilização de ferramentas tecnológicas, atualização de conteúdos específicos relacionados à atividade de determinado setor, além de cursos sobre boas práticas em gestão. Neste semestre, a ESEJE prevê que cerca de 1.800 pessoas sejam capacitadas nesses programas.

A ESEJE também está promovendo a capacitação de conciliadores e mediadores por meio do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (NUPEMEC) e de diversos Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC), vinculados à 2ª Vice-Presidência do TJPR. Esses cursos estão sendo realizados desde o início deste ano, com previsão de encerramento em meados de dezembro. A estimativa é que até o fim do ano esse programa capacite 533 conciliadores e mediadores judiciais em 29 Comarcas.

Por meio de solicitações de diferentes Comarcas, e também do NUPEMEC, a ESEJE está promovendo cursos de capacitação de facilitadores de círculos de construção de paz, uma técnica relacionada à Justiça Restaurativa. No segundo semestre deste ano, cerca de 122 pessoas estão participando desses cursos. Até o final do ano serão pelo menos mais 120.

Além disso, diferentes cursos de formação inicial estão sendo realizados, como os do programa PROSERVIDOR, em parceria com a Corregedoria-Geral da Justiça, destinado a unidades do 1º grau de jurisdição.  Outros cursos de formação inicial que podem ser destacados são os direcionados aos técnicos cumpridores de mandados; depoimento especial, voltado aos profissionais que realizam esse tipo de atendimento em Varas da Infância e da Juventude; Sistema Eletrônico de Execução Unificado (SEEU), plataforma que gerencia os processos de execução de penas; gerenciamento de empregados terceirizados nos Fóruns, entre outros.

ESEJE

A Escola de Servidores da Justiça Estadual (ESEJE) é um órgão vinculado à Presidência do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR). Um dos principais objetivos da unidade é garantir a formação inicial e continuada dos servidores do TJPR, para a promoção de uma prestação jurisdicional com qualidade, celeridade e segurança, atendendo de maneira adequada às demandas do público que busca os serviços do Poder Judiciário. Realiza suas atividades a partir de demandas específicas de diferentes setores do TJPR e também por meio das necessidades identificadas pelo Programa de Gestão por Competências.

A ESEJE foi criada em 2007 com a finalidade de promover a formação, capacitação, aperfeiçoamento e treinamento dos servidores do Poder Judiciário paranaense. Inicialmente, a ESEJE contava com uma equipe de apenas quatro profissionais e estava instalada provisoriamente na sede da Rua Mateus Leme. Nos anos seguintes a Escola passou por uma restruturação, com o aperfeiçoamento e ampliação das atividades. Atualmente possui uma estrutura organizacional dividida em Supervisão Executiva, responsável pela área administrativa, análise jurídica, certificações, produção audiovisual e criação de mídias institucionais; e Supervisão Educacional, responsável por atividades formativas e a realização dos cursos presenciais e à distância.

Nos últimos anos a reformulação das atividades da ESEJE foi incentivada principalmente pelo que determina a Resolução nº 192/2014, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que instituiu a Política Nacional de Formação e Aperfeiçoamento dos Servidores do Poder Judiciário. Recentemente os projetos de capacitação da Escola contemplam as diretrizes do programa de Gestão por Competências, implantado no TJPR em 2018.