Destaques Destaques

Voltar

Tecnologia a favor da justiça: TJPR desenvolve sistemas de inteligência artificial


Tecnologia a favor da justiça: TJPR desenvolve sistemas de inteligência artificial
Implantação passa pela utilização de dados para facilitar as atividades do Poder Judiciário
Sex, 12 Abr 2019 15:08:27 -0300

O Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) tem trabalhado para desenvolver e implantar o Projeto de Inteligência Artificial e Automação (PIAA) nas rotinas do Poder Judiciário estadual. Equipes do Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação (DTIC) buscam identificar as necessidades de automação e de inteligência artificial (IA) em cada atividade da instituição para criar sistemas capazes de aplicar essa tecnologia no dia a dia.

A IA pode ser utilizada em atividades sofisticadas como o processamento de textos para sugestão de acórdãos já estabelecidos pela jurisprudência da instituição. Outro uso possível dessa tecnologia está no processamento de informações para reconhecer a existência dos requisitos necessários para que determinados recursos sejam encaminhados aos tribunais superiores – trata-se de um juízo de admissibilidade feito com formulários inteligentes, o que envolve certo grau de inteligência artificial e de robotização.

Todo o trabalho passa pela reflexão sobre os objetivos que o TJPR pretende alcançar com essa inovação, entre eles: a simplificação de rotinas que tenham alto índice de repetição e padrões, além da facilitação e da valorização do trabalho humano (não a sua eliminação), trazendo mais qualidade de vida aos servidores e aos magistrados, bem como maior celeridade para a prestação jurisdicional.

Inserir a IA nas rotinas de trabalho como retratado nos filmes e livros de ficção cientifica ainda está muito distante da realidade. Vale ressaltar: as ferramentas que utilizam inteligência artificial não têm iniciativa própria. Mesmo em um mundo cada vez mais digital, o saber e o trabalho humanos continuarão a ser indispensáveis.

O que é a Inteligência Artificial (IA)?

Trata-se de um conceito criado em 1938 pelo matemático britânico Alan Turing – conhecido como o pai da computação. Seus conhecimentos foram utilizados durante a Segunda Guerra Mundial para interceptar e interpretar mensagens criptografadas produzidas pelos nazistas. O uso dessa tecnologia foi estratégico e ajudou a abreviar o conflito mundial.

Por meio da IA, todas as informações de determinado trabalho ou atividade devem ser traduzidas para números e fórmulas matemáticas que são, então, aplicadas para o desenvolvimento de modelos e reconhecimento de padrões.

Recursos de IA envolvem:

- análise;

- leitura;

- interpretação e

- inferência ou dedução para realizar uma tarefa.

A IA:

- não reproduz o pensamento humano;

- não possui criatividade;

- não tem consciência, identidade ou mente;

- não tem compreensão intuitiva;

- não é capaz de criar estratégias do zero;

- não é mera automação;

- não é robotização;

- é tecnologia sofisticada capaz de assimilar, cruzar e monitorar as informações recebidas para facilitar e complementar as rotinas de trabalho humano;

A automação:

- é o trabalho de máquinas feito com pouca intervenção humana;

- responde a comandos simples e

- realiza atividades mecânicas e repetitivas.