Destaques Destaques

Voltar

Termo de Cooperação entre TJPR e Copel visa o uso racional de energia elétrica


Termo de Cooperação entre TJPR e Copel visa o uso racional de energia elétrica
Instalações do Poder Judiciário em todo o Estado passarão por avaliações e readequações voltadas à eficiência energética e à diminuição de gastos
Qui, 11 Jul 2019 16:45:03 -0300

Nesta quinta-feira (11/7), o Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) e a Copel Distribuição S.A (Copel Dis) assinaram um Termo de Cooperação Técnica com o objetivo de otimizar a eficiência energética das instalações do Poder Judiciário em todo o Estado. As ações do Termo são voltadas ao uso racional, à oferta e à conservação de energia elétrica e visam alcançar economia pela redução do consumo e da demanda. Além disso, os esforços são voltados para a melhoria dos sistemas elétricos do Tribunal.

A Copel Dis aplicará recursos do Programa de Eficiência Energética (PEE) para efetivar o Termo de Cooperação. O valor global do projeto é de R$ 5.286.412,69. Do montante, o TJPR arcará com R$ 170.500,00. Já a Copel Dis será responsável por R$ 5.115.912,69. As ações são voltadas para a avaliação dos sistemas elétricos do TJPR com eventual readequação de instalações e substituição de equipamentos utilizados pela Justiça Estadual.

Segundo o Diretor Presidente da Copel Distribuição, Maxiliano Andres Orfali, essa é uma das maiores parcerias firmadas pela companhia. “Os projetos de eficiência energética são bons para todos: para a sociedade e para a sustentabilidade. Temos uma expectativa muito boa de que essa ação será um grande sucesso e um grande exemplo para todo o Estado”, disse Orfali.

O Termo respeita a exigência legal que dispõe que empresas concessionárias do serviço de energia apliquem parte de sua receita na realização de ações de eficiência energética. Com essa ação, a energia economizada no sistema da Copel poderá atender mais consumidores sem a necessidade de novos investimentos.

 

Benefícios do Termo de Cooperação Técnica:

Para o TJPR: redução dos custos com energia elétrica;

Para a Copel Dis: conscientização dos consumidores quanto ao uso racional da energia elétrica;

Para a sociedade: disseminação dos conceitos de eficiência energética e redução do desperdício de energia. A economia gerada poderá ser destinada à realização de novos investimentos na expansão do sistema elétrico.

 

Continuação de boas práticas

Em abril de 2019, o TJPR ganhou o 1º lugar em uma premiação da Copel voltada a iniciativas de conservação e uso racional de energia elétrica. A ação premiada envolvia a substituição de todas as lâmpadas fluorescentes de 105 edifícios do Poder Judiciário em todo o Estado por lâmpadas de LED.

---

Conheça o conteúdo da lei que trata da realização de investimentos em eficiência energética (9.991/2000), base do Termo de Cooperação entre o TJPR e a Copel Dis.

Saiba mais sobre os Programas de Eficiência Energética (PEE) da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e da Copel.