Destaques Destaques

Voltar

Tribunal de Justiça participa de lançamento de Pacote Social do Governo do Paraná


Tribunal de Justiça participa de lançamento de Pacote Social do Governo do Paraná
Ação do Executivo, que tem o apoio do Judiciário Paranaense, pretende auxiliar famílias mais vulneráveis
Qui, 22 Abr 2021 14:16:41 -0300

O Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJPR) participou, na manhã desta terça-feira (20/4), do lançamento de um novo Pacote Social, realizado pelo Governo do Estado do Paraná. O programa, que pretende liberar R$ 109 milhões destinados a seis ações voltadas a amenizar os impactos da pandemia do novo coronavírus, foi apresentado pelo Governador Carlos Massa Ratinho Júnior.

“É mais uma forma de colaborar com as pessoas neste momento tão delicado, de crise sanitária e econômica. Muita gente se encontra em dificuldade, então o Estado precisa olhar para esses mais necessitados”, destacou o Governador.

O Presidente do TJPR, Desembargador José Laurindo de Souza Netto, pontuou que o Poder Judiciário possui um papel fundamental na retomada do país no pós-pandemia, principalmente na responsabilidade de ser efetivo e ágil na garantia dos direitos. O Chefe da Corte estadual ainda ressaltou a parceria da instituição com o Executivo: “É com grande honra que celebro esta iniciativa que enaltece o Estado do Paraná, com a confiança de que seus governantes estão sensíveis às mazelas que acometem a população.[...] Na certeza de que a nossa população está sob a liderança de pessoas preparadas a enfrentar tempos tão turbulentos, ressalto que o Tribunal de Justiça do Estado do Paraná se coloca à disposição para prestar apoio ao Governo na melhor tutela de seu jurisdicionado”.

O evento foi transmitido para os Deputados Estaduais e contou com a presença do Vice-Governador, Darci Piana; do Presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Deputado Estadual Ademar Traiano; do Procurador-Geral de Justiça, Gilberto Giacoia; entre outras autoridades.

 

Sobre o Pacote Social

A maior parte dos recursos, cerca de R$ 62 milhões, oriunda de um edital do Fundo para Infância e Adolescência (FIA), será destinada para a proteção de crianças e adolescentes em situação de risco, e vai contemplar programas e projetos relacionados ao contraturno escolar. O Estado também vai distribuir cestas básicas para famílias de 12 mil crianças e adolescentes com deficiência e que estejam matriculados em instituições de ensino especializadas. A estimativa é beneficiar cerca de 300 associações.