Últimas Notícias do TJPR Últimas Notícias do TJPR

Voltar

Curitiba sediará o III Congresso Internacional de Acolhimento Familiar


Curitiba sediará o III Congresso Internacional de Acolhimento Familiar
Evento multidisciplinar ocorrerá de 13 a 15 de agosto, no Teatro Positivo
Sex, 05 Jul 2019 17:11:36 -0300

Estão abertas as inscrições para o III Congresso Internacional de Acolhimento Familiar, que será realizado de 13 a 15 de agosto, em Curitiba, no Teatro Positivo. Destinado a juízes, promotores, técnicos da Vara da Infância e Juventude, assistentes sociais, psicólogos, conselheiros tutelares, advogados, organizações não governamentais, estudantes e demais interessados no tema, o Congresso contará com a participação de especialistas do Brasil e do exterior.

“O acolhimento familiar ainda é pouco conhecido no Brasil”, explica Sérgio Luiz Kreuz, Juiz Auxiliar da Corregedoria-Geral do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), que além de idealizador do congresso é também palestrante: “Embora seja preferencial por lei, ainda temos apenas 5% das crianças acolhidas nessa modalidade. Por isso, a importância de um evento como esse para conscientizar sobre a importância do acolhimento familiar como forma de promover a convivência familiar e comunitária”. No Brasil, a maior parte das crianças e adolescentes em situação de risco está em acolhimento institucional em locais conhecidos como abrigos e casas-lares. Kreuz é hoje o juiz com maior experiência nessa modalidade de acolhimento: foi fundador e coordenador, até 2016, do Serviço de Acolhimento Familiar da cidade de Cascavel (PR), o maior do país.

O III Congresso Internacional de Acolhimento Familiar é considerado o maior e mais importante evento sobre o tema no Brasil. As inscrições custam R$ 350,00 e podem ser feitas até o dia 9 de agosto pelo link http://bit.ly/CONGRESSOACOLHIMENTO. Toda a programação de palestras, painéis e oficinas está disponível para consulta na página http://geracaoamanha.org.br/programacao.

Diversidade de palestrantes

Dentre os palestrantes internacionais estão os neurocientistas que coordenaram o “Programa de Intervenção Precoce de Bucareste”, pesquisa conhecida como “Órfãos da Romênia”, considerada o maior e mais importante estudo mundial sobre as consequências do abandono e da negligência para o desenvolvimento neurológico das crianças, especialmente na fase da Primeira Infância (até os 6 anos de idade). 

Além deles, também estarão presentes os neurocientistas norte-americanos Dr. Charles Nelson (Universidade de Harvard), Dr. Nathan Fox, (Universidade de Maryland) e Dr. Charles Zeanah (Universidade de Tulane). Respeitados e premiados mundialmente, eles confirmaram cientificamente o que muitos educadores, psicólogos, pais e cuidadores já tinham percebido na prática: além de traumas psicológicos, o abandono nos primeiros anos de vida pode causar danos graves no desenvolvimento neurológico das crianças.

“Precisamos levar o tema do acolhimento familiar para uma discussão mais ampla”, afirma Sandra Sobral, palestrante do congresso e Presidente do Instituto Geração Amanhã (IGA), organização sem fins lucrativos que é uma das realizadoras do evento e tem o acolhimento familiar e a adoção como focos de trabalho. “Para mudar realidades, precisamos de informação e conscientização. Mudar a realidade das crianças acolhidas é promover uma sociedade mais justa, segura e humana”, completa. 

A programação deste ano é bastante ampla e diversificada. A coordenadora do serviço de Cascavel, a assistente social e professora Neusa Cerutti, compartilha a rica experiência sobre acolhimento familiar e também o trabalho de capacitação com famílias acolhedoras. Outro nome de peso na área é Jane Valente, assistente social, doutora em serviço social e coordenadora do Plano da Primeira Infância de Campinas (SP), que vai abordar as metodologias do serviço como política pública. A autora de 13 livros e doutora em psicologia, Lídia Weber, também é presença confirmada com sua fala sobre o poder do vínculo e do afeto. 

O papel do Ministério Público na fiscalização dos serviços de acolhimento familiar é o tema da palestra do promotor de justiça da Promotoria da Infância e Juventude de Cascavel, Luciano Machado de Souza. E o advogado e coordenador do Programa Prioridade Absoluta do Instituto Alana, Pedro Hartung, fala sobre uma Justiça acessível, amigável e sensível à Primeira Infância em casos de suspensão ou destituição do poder familiar.

Troca de experiências em acolhimento familiar

Uma novidade deste ano é a apresentação de experiências em acolhimento familiar de vários Estados, mostrando os desafios e as características locais de cada serviço. O congresso vai apresentar ações de acolhimento familiar de Cascavel (PR), Uberlândia (MG), Santo Ângelo (RS), São Bento do Sul (RS), Camapuã (MS) e Porto Velho (RO). 

O evento é promovido pela Corregedoria-Geral do (TJPR), pelo Conselho de Supervisão dos Juízos da Infância e da Juventude (CONSIJ-PR), Associação dos Magistrados do Paraná (AMAPAR) e Instituto Geração Amanhã (IGA).

Oficinas
No último dia de Congresso, 15 de agosto, serão promovidas cinco oficinas – cada participante pode participar de um tema (escolhido no ato da inscrição).

Oficina 1 - “Tecendo a Rede de Proteção”
Por Maira Cabreira, Psicóloga - Gerente da Divisão de Proteção Social Especial – Seaso/Cascavel Professora no curso de Psicologia – Cascavel/PR

Oficina 2  - “Gestão Orçamentária e Financeira dos Serviços de Acolhimento Familiar”
Por Hudson Marcio Moreschi Junior, Secretário de Assistência Social da Seaso – Cascavel/PR

Oficina 3 – “Fortalecendo vínculos, ressignificando a vida: prevenção ao suicídio de crianças e adolescentes
Por Rosa Maria Mesquita, Psicóloga - Fortaleza/CE

Oficina 4 – “O trabalho da equipe do serviço auxiliar da infância: a preparação para adoção de crianças e adolescentes no acolhimento familiar”
Por Christiane Pilch Pacini, Psicóloga do Tribunal de Justiça do Paraná – Cascavel/PR

---

O que é acolhimento familiar?

O acolhimento familiar é uma medida protetiva, temporária e excepcional, prevista em lei pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Trata-se de uma alternativa ao acolhimento institucional (abrigos e casas lares) para crianças e adolescentes em situação de risco social que foram afastados de suas famílias de origem por decisão judicial. Caracteriza-se pela transferência temporária dos direitos e deveres parentais dos pais biológicos para uma família acolhedora, previamente cadastrada, selecionada e vinculada a um serviço de acolhimento. Embora seja amplamente difundido nos Estados Unidos e Europa, ainda é pouco conhecido e aplicado no Brasil. 

---

3º Congresso Internacional de Acolhimento Familiar
Inscrições: até 9 de agosto de 2019 pelo site http://bit.ly/CONGRESSOACOLHIMENTO;

Valor: R$ 350,00

Data: de 13 a 15 de agosto de 2019

Local: Teatro Positivo Pequeno Auditório (R. Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300, estacionamento 8), Curitiba, PR;

Apoios Institucionais: Associação Brasileira dos Magistrados da Infância e da Juventude (Abraminj), Associação dos Magistrados do Brasil (AMB), ANDI Comunicação e Direitos, Associação Nacional de Grupos de Apoio à Adoção (Angaad), Colégio de Coordenadores da Infância e da Juventude dos Tribunais de Justiça do Brasil, Coordenadoria da Infância e da Juventude, Fórum Nacional da Justiça Protetiva (Fonajup), Ministério Público do Paraná, Movimento Nacional pela Convivência Familiar e Comunitária, NECA - Associação dos Pesquisadores de Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre a Criança e o Adolescente, OAB Paraná (OAB-PR), Prefeitura de Cascavel, Rede Nacional pela Primeira Infância, Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP).

Confira a programação completa.

 



CIDADÃO

ADVOGADO

IMPRENSA

Canal do Youtube do Tribunal de Justiça do Paraná Canal do Youtube do Tribunal de Justiça do Paraná

Jurisprudência do TJPR Jurisprudência do TJPR


Consulta Jurisprudência 2o. grau TJPR, Jurisprudência 2º Grau, Jurisprudência Turmas Recursais, Jurisprudencia, jurisprudencia

Diário da Justiça do TJPR Diário da Justiça do TJPR

a

Prazos e Suspensões no TJPR Prazos e Suspensões no TJPR

Clipping Clipping

Nota de Falecimento Nota de Falecimento