Notícias Notícias

Voltar

CEVID apresenta ações que serão desenvolvidas em 2019


CEVID apresenta ações que serão desenvolvidas em 2019
Além de intensificar as capacitações em todo o estado, a coordenadoria pretende ampliar o serviço da Patrulha Maria da Penha para outras Comarcas
Qua, 20 Fev 2019 19:18:08 -0300

Na última sexta-feira (15/2), a Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (CEVID) apresentou para magistrados, servidores e convidados as ações que deverão ser implementadas durante este ano. Entre as principais atividades, estão a intensificação nas capacitações para magistrados e servidores, a ampliação do serviço da Patrulha Maria da Penha nas comarcas, e a priorização nos julgamentos de processos relacionados ao feminicídio e à violência doméstica e familiar contra a mulher.

Na oportunidade, a coordenadora da CEVID, Desembargadora Lenice Bodstein, reforçou que é preciso também fortalecer a rede de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra mulheres e, ainda, ressaltou que foi importante criar um protocolo de procedimentos para atuação das equipes multidisciplinares, garantindo, assim, celeridade em todas as etapas.

A Desembargadora Lenice pontuou que é necessário otimizar informações sobre os dados referentes à violência contra mulher para poder embasar estudos e levantamentos de forma precisa. Abordando a atuação dos últimos, foi ressaltada a participação ativa do Tribunal nas campanhas “Justiça pela Paz em Casa”, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), e demais seminários e palestras que ocorreram em várias cidades do estado, como, por exemplo, Araucária, Foz do Iguaçu, São José dos Pinhais e Irati. “Nós, como instituição, estamos cumprindo as metas do CNJ, estamos buscando implementar ações que garantam celeridade processual e, sobretudo, estamos buscando a conscientização para o problema e um atendimento cada vez mais humanizado”.

Presença

O encontro foi realizado no 1º andar do Prédio Anexo ao Palácio da Justiça e contou com a presença dos Desembargadores Ana Lúcia Lourenço, Paulo Roberto Vasconcelos, José Augusto Gomes Aniceto (Corregedor-Geral da Justiça), José Laurindo de Souza Netto (2º Vice-Presidente), Luiz Cezar Nicolau (Corregedor) e dos magistrados Victor Martim Batschke, Davi Pinto de Almeida e Ana Paula Kaled Accioly Rodrigues da Costa.

Acesse o plano de ações.


Plantão Recesso Forense Plantão Recesso Forense