Notícias Notícias

Voltar

Rádio do TJPR destaca os avanços trazidos com a virtualização dos processos


Rádio do TJPR destaca os avanços trazidos com a virtualização dos processos
A Justiça Estadual implantou o processo eletrônico em 2009 e, desde então, o número de demandas é crescente, devido à facilidade proporcionada pelo sistema
Sex, 25 Out 2019 18:27:17 -0300

As vantagens do processo eletrônico e os avanços trazidos com a virtualização das demandas estão entre os temas abordados na entrevista com o Desembargador Marcelo Gobbo Dalla Déa, que é Supervisor do Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação do Tribunal de Justiça do Paraná (DTIC-TJPR). Ele também atua como membro do Comitê de Governança de Tecnologia de Informação e Comunicação do Poder Judiciário Nacional.

O magistrado destacou, durante a entrevista, que o processo eletrônico trouxe inúmeras melhorias. Dentre elas, estão a celeridade processual e a publicidade dos atos, pois os jurisdicionados têm acesso facilitado aos autos que não estão sob sigilo. Ele também afirmou que o sistema utilizado pelo TJPR é extremamente seguro e atende aos padrões exigidos pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Relatório Justiça em Números

De acordo com o último Relatório Justiça em Números, em 2018 a procura por resoluções judicias chegou ao número de 20 milhões de processos novos em todo o país, o que equivale a 83,8% de todos os processos iniciados no ano. O que atesta a evolução da virtualização da Justiça brasileira é o fato de que em 2009 apenas 11,2% dos novos processos tiveram início no meio digital.

Entre os Tribunais de grande porte, o Tribunal de Justiça do Paraná é o que teve no ano passado o maior índice de novos processos eletrônicos, 99,4%. A partir do início deste ano, com a implantação do sistema Projudi no Órgão Especial do TJPR, todos os novos processos na Justiça estadual paranaense passaram a tramitar eletronicamente, o que já era realidade desde 2014 no 1º grau de jurisdição.