Notícias Notícias

Voltar

TJPR inaugura novo Fórum de Goioerê


TJPR inaugura novo Fórum de Goioerê
Edifício, construído em terreno doado pelo município, tem pouco mais de dois mil quadrados de área construída
Qui, 12 Mar 2020 18:33:42 -0300

Nesta quinta-feira (5/3), o Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) inaugurou o novo Fórum da Comarca de Goioerê – nomeado Fórum Doutor Heitor Monteiro Espínola Filho – localizado na Avenida Libertadores da América, 329. A instalação, que passa a compor a estrutura do Poder Judiciário Estadual, possui 2.200 metros quadrados e foi construída em um terreno de 6.000 metros quadrados doado pelo Município da região noroeste do Estado. Durante um ano e meio, o TJPR investiu perto de seis milhões de reais na construção que passa a beneficiar a região.

O espaço possui gabinetes para Magistrados e Promotores de Justiça, três salas de audiência, duas salas de conciliação e salão do Júri com capacidade para 50 pessoas. Além disso, o prédio conta com salas destinadas à equipe de psicólogos, à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e à Defensoria Pública.

O Presidente do TJPR, durante a solenidade, ressaltou a relevância dessa obra e destacou que “o antigo sonho de ter um Fórum com as condições de trabalho compatíveis com a importância da Comarca é uma realidade tangível, agora, materializada nesta moderna obra. Ele lembrou, ainda, dos magistrados que, ao longo dos anos, exerceram as suas atividades profissionais e ajudaram a construir a história da Comarca, cuja instalação ocorreu em 19 de agosto de 1963. “É hora de saudar os magistrados do passado e os do presente, expressando aos atuais Juízes o meu respeito e confiança, pedindo-lhes que continuem conscientes de seu primordial papel na solução dos litígios, e esperando que cada qual se entregue com a necessária abnegação aos seus deveres, cumprindo-os com a costumeira vontade, seriedade, firmeza e responsabilidade”, finalizou.    

Patrono

O novo Fórum leva o nome do Doutor Heitor Monteiro Espínola Filho que nasceu em 1911, na capital. Formou-se pela Faculdade de Direito de Niterói em 1952. Iniciou sua vida profissional em Santa Catarina como Delegado de Polícia e Promotor Público. Na década de 1940 foi nomeado Prefeito Municipal de Campo Largo (PR). Em 1953, o Presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, Desembargador Manoel Lacerda Pinto, convocou-o para reorganizar a Secretaria do Tribunal, tarefa que lhe rendeu um voto de louvor pelos serviços prestados. No mesmo ano, foi nomeado Juiz Substituto, percorrendo as comarcas de Guarapuava, Cambará, São José dos Pinhais, Clevelândia, Sengés, Bela Vista do Paraíso e Marialva.

Em1956, nomeado Juiz titular, assumiu as Comarcas de Porecatu, Cerro Azul, Sengés e Jandaia do Sul. Nesta última recebeu da Câmara Municipal o título de Cidadão Honorário. Aposentou-se em 1968 e faleceu em 1998.