Voltar

18 - Dia das Raças Indígenas da América

Levantamentos históricos estimam terem vivido em terras brasileiras cerca de 1 a 8 milhões de pessoas, antes da colonização portuguesa, distribuídas em cerca de 1100 etnias.

É sabido também que o impacto do contato com os europeus, ao longo destes 500 anos, causou uma devastação sem precedentes tanto na redução do número absoluto quanto na quantidade dos grupos étnicos indígenas. Segundo informações disponibilizadas pela Fundação Nacional do Índio (FUNAI) estima-se que existiriam 1300 línguas diferentes.

Atualmente, estima-se que a população indígena brasileira não ultrapasse 400 mil habitantes considerando 215 sociedades indígenas reconhecidas pela FUNAI.

Muitas das áreas consideradas reservas indígenas estão geograficamente sobrepostas a Unidades de Conservação o que leva a uma situação paradoxal: o índio tem direito a viver na reserva, mas não tem autodeterminação para usufruí-la segundo suas tradições sócio-culturais e suas necessidades de sobrevivência. Esta sobreposição tem gerado um conflito contínuo nos diferentes setores governamentais, que tutelam ou as reservas indígenas ou as áreas de conservação.

Segundo TEIXEIRA: "As áreas indígenas são ricas em recursos naturais e, em geral, estão localizadas em regiões de fronteira agrícola e de expansão do capital, tornando-se, freqüentemente, alvo de conflitos (...). Contudo, a condição da preservação das terras indígenas, ainda que questionada por alguns setores sociais, é crucial para a manutenção da identidade étnica destas sociedades".

Fonte: www.portalsaofrancisco.com.br