Voltar

27 - Dia do Engenheiro Agrícola

O Engenheiro agrícola atua na área de interface entre a agricultura e a engenharia.

As áreas de atuação deste profissional são mecânica agrícola, energização rural, processamento de produtos agropecuários, engenharia de água e solos e construções rurais.

O Engenheiro Agrícola é comumente confundido com o Engenheiro Agrônomo, do qual se distingue pela atuação mais específica em engenharia rural, em razão de uma formação mais orientada às ciências exatas.

Como principais características estão as técnicas e os conhecimentos empregados no gerenciamento de processos agropecuários. O engenheiro agrícola projeta, implanta e administra técnicas e equipamentos necessários à produção agrícola. Planeja métodos de armazenagem e constrói silos, armazéns e estufas. Leva ao campo soluções inovadoras e eficazes para melhorar a produção, sem se descuidar do desenvolvimento sustentado da agricultura. Propõe a adoção de medidas que impeçam a erosão e o esgotamento do solo e a poluição de mananciais. Constrói açudes, barragens, sistemas de irrigação e de drenagem. Trabalha no projeto de máquinas e equipamentos agrícolas e se ocupa da mecanização agrícola e da eletrificação rural. Há boas oportunidades nos setores agropecuário e agroindustrial, para trabalhar em pesquisa, geração e desenvolvimento de sistemas de produção e seus componentes tecnológicos. Atua em todas as etapas do agronegócio, do planejamento da produção à comercialização do produto.

MERCADO DE TRABALHO

Os avanços tecnológicos, principalmente no que diz respeito à mecanização do processo agrícola, aumentam as chances de continuidade do bom desempenho do setor de agronegócio e, conseqüentemente, do surgimento de mais vagas para o engenheiro agrícola. Com a atual necessidade do uso racional da água, há boa oferta de empregos no setor de irrigação. Os produtores de soja, café, açúcar, tabaco e sucos de frutas buscam com freqüência os especialistas em tecnologia pós-colheita, com o objetivo de reduzir as perdas. Com a grande produção nacional de grãos, o profissional é requisitado para atuar no setor de logística.

Na área ambiental, cresce a demanda para a avaliação de impactos ambientais, tratamento e disposição de efluentes oriundos da atividade agrícola. E no setor de planejamento e gestão de recursos hídricos, o profissional atua na prestação de serviços e em pesquisas. Na pecuária de exportação, os profissionais mais procurados são os especialistas em planejamento agropecuário. As vagas para o engenheiro agrícola estão concentradas na iniciativa privada e são mais numerosas nas regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste, nas áreas irrigadas do Nordeste, como Petrolina (PE) e Juazeiro (BA), e no norte de Minas Gerais.

Fonte: www.wikipedia.org