Voltar

21 - Dia Mundial da Floresta

Ao longo da história, a exploração da terra, tem modificado intensivamente a vegetação nativa de vários continentes, à medida que muitas áreas foram desmatadas para a agricultura e a pastagem, esgotando o solo e refletindo implicações graves ao meio físico (desertificação e erosão) e à biota (conjunto de todos os seres filhos de uma região), levando ao processo de extinção.

Atualmente, grande parte da vegetação natural está reduzida em ecossistemas fragmentados e muitos se encontram em estado de perturbação devido à expansão de áreas urbanizadas.

Acredita-se que muitas áreas compostas de remanescentes florestais apresentam formações vegetais secundárias. Faz-se necessário o desenvolvimento de programas de reflorestamento com implementação de ações que visam sensibilizar e estimular a conservação e restauração desses ecossistemas florestais.

As florestas urbanas e rurais são muito importantes para a manutenção e conservação da flora e da fauna, pois abrigam grande parte da riqueza biológica existente. Elas são recursos naturais renováveis e se constituem a base de sustentação do solo, ar e água, influindo diretamente na manutenção da qualidade destes recursos essenciais à vida. As florestas propiciam:

 

  • Estabilização do clima
  • Proteção de nascentes e mananciais
  • Conservação da biota
  • Proteção contra erosão
  • Captação e armazenamento de água subterrânea
  • Purificação do ar
  • Lazer através do ecoturismo
  • Auto-sustentabilidade das comunidades
  • Estudos científicos


Por um lado não se podem ignorar as peculiaridades específicas dos países em desenvolvimento e por outro lado, os recursos naturais precisam ser ecologicamente protegidos, do mesmo modo precisam ser socialmente utilizados para o aumento da riqueza nacional.

Fonte: www.floraefauna.com