Campanhas Institucionais

          O TJPR/CEVID organiza e participa de campanhas institucionais, em âmbito interno e externo ao Judiciário, com o intuito de promover a igualdade de gênero e a pacificação social, bem como a ampliação e o aprimoramento do atendimento institucional aos casos de violência doméstica e familiar contra a mulher. Dentre as principais campanhas promovidas e apoiadas pelo TJPR/CEVID relativas a essa matéria, mencionam-se:

  • Semana Nacional da Justiça pela Paz em Casa: Campanha permanente promovida pelo Conselho Nacional de Justiça em três edições ao ano, tem por objetivo demonstrar o comprometimento do Poder Judiciário com as causas relativas à Lei nº 11.340/2006, promovendo uma intensificação de júris e audiências de processos relacionados à Lei Maria da Penha em todas as comarcas do Estado.
  • Campanha “16 Dias de Ativismo pelo fim da Violência contra as Mulheres”: Mobilização global que tem como objetivo denunciar e erradicar as várias formas de violência contra as Mulheres, bem como informá-las e orientá-las sobre seus Direitos Humanos.
  • Campanha Compromisso e Atitude pela Lei Maria da Penha – A lei é mais forte. Promovida através da cooperação entre o Poder Judiciário, o Ministério Público, a Defensoria Pública e o Governo Federal, por meio da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República e do Ministério da Justiça, têm como objetivo unir e encorajar esforços nos âmbitos municipal, estadual e federal para dar celeridade aos julgamentos dos casos de violência contra as mulheres e garantir a correta aplicação da Lei Maria da Penha.
  • Campanha de combate e prevenção à violência contra a mulher no período do carnaval: Nos anos de 2018 e 2019, esta CEVID promoveu, em parceria com a Escola de Servidores da Justiça Estadual do Paraná (ESEJE), ações visando suscitar a reflexão e conscientização da sociedade acerca das questões que envolvem a violência de gênero durante o Carnaval. Tal medida foi implementada em face do aumento dos índices de violência verificados nesses períodos, devido, dentre outros fatores, ao maior número de pessoas circulando nas ruas e clubes e ao elevado consumo de bebida alcoólica. Foram realizadas publicações em mídias institucionais (página web da CEVID, Facebook e Instagram), bem como a distribuição de material informativo e a veiculação, em rádios do Estado, de marchinha de carnaval elaborada por servidores da ESEJE em atenção à campanha.