08 de Março - Dia Internacional da Mulher 

 

A construção de uma sociedade livre, justa e solidária, como objetivo fundamental da República Federativa do Brasil, reforça o reconhecimento da igualdade de direitos entre homens e mulheres, em suas múltiplas manifestações.

É indispensável envidar esforços para a promoção de melhores condições às mulheres e meninas que diuturnamente pelejam para ocupar o seu espaço na sociedade, levando-se em consideração seus interesses, necessidades e prioridades, circunstâncias que requerem ampla discussão sobre o tema.

O Dia Internacional da Mulher - 8 de março - figura como oportunidade para rememorar a histórica luta feminina pela igualdade de direitos, mas também é momento de reflexão sobre as dificuldades diariamente enfrentadas, assim como o debate acerca de temas de interesse e relevância para as mulheres e meninas.

Neste contexto, promover a participação de magistrados (as), servidores (as), estagiários (as) e integrantes dos órgãos do sistema de Justiça, em atividades que engrandeçam o papel da mulher no mundo contemporâneo, com ênfase nos seus valores e dores, foi o que motivou a consecução deste evento.

A Semana da Mulher do TJPR 2020 foi promovida entre os dias 2 e 6 de março, através da Comissão Socioesportiva e Cultural (COSEC), da Ouvidoria-Geral da Justiça, da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (CEVID) e do Grupo de Trabalho para a Efetivação da Participação Feminina no TJPR.

Este evento reuniu diversas iniciativas que abordarão temáticas tais como: igualdade de gênero; empoderamento feminino; valorização pessoal e profissional da mulher; participação feminina plena e efetiva nas esferas política, econômica e pública.

 

  • Programação

 

Mostra de trabalhos

Nesse contexto, a Mostra de Trabalhos, promovida entre os dias 3 e 5 de março, teve por objetivo dar visibilidade, publicizar, ampliar o debate acerca das questões de gênero nas esferas institucional, laboral e acadêmica, bem como propiciar a divulgação de trabalhos de pesquisa científica, boas práticas e projetos pautados em temáticas relacionadas à mulher e/ou a questões de gênero.

Para tanto, foi realizado processo seletivo no âmbito do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná, abrangendo três categorias de inscrição, a saber:

  • Estágio de Graduação e Pós-graduação (independentemente da área de estágio)
  • Servidora/Servidor (do quadro ou em comissão)
  • Magistratura de 1º e 2º graus

Dentre os trabalhos inscritos, foram selecionados cinco de cada categoria, os quais foram apresentados, nos dias 03/03 (estagiárias/os), 04/03 (servidoras/es) e 05/03 (Magistradas/os), presencialmente ou em vídeo, no mini auditório da Ouvidoria-Geral da Justiça e no térreo do Palácio da Justiça.

 

Foi elaborado documento que reúne os resumos de pesquisas científicas e projetos de autoria dos participantes previamente inscritos no processo de seleção, com vistas a ampliar a divulgação dos trabalhos, e oportunizar a todos os participantes a possibilidade de publicação, na página web da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (CEVID) do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná.

 


Os resumos incluídos nestes anais compreendem aqueles submetidos pelos respectivos autores à comissão organizadora da Semana da Mulher para esse fim e estão dispostos de acordo com as três categorias de inscrição previamente mencionadas.
 
Os trabalhos aqui compilados ilustram as múltiplas facetas que se revelam a partir de um olhar sob a perspectiva de gênero em diferentes contextos - social, laboral e doméstico - demonstrando a necessidade e relevância de sua aplicação em diversas esferas - política, socioeconômica e pública - a fim de alcançar a efetiva igualdade de direitos e oportunidades entre homens e mulheres.

Ainda, evidenciam a necessidade de ampliação e aprofundamento de estudos e debates acerca de temáticas relacionadas à mulher e a questões de gênero, que permitam uma melhor compreensão da realidade atual sob essa ótica e que contribuam para promover a conscientização e transformação social.