Juízes Auxiliares

Análise Cível

Luiz Henrique Miranda, filho de José Carlos Miranda e Renata Saoncela Miranda, nasceu em 25/02/1967, em Ipaussu/SP. Formou-se em Direito pela Universidade Estadual de Ponta Grossa em 1988. Ingressou na magistratura em 1990 e atuou como juiz substituto na Seção Judiciária de Guarapuava, que então compreendia as comarcas de Pinhão, Pitanga e Palmital. Em 1991, foi promovido a juiz de direito, exercendo suas atribuições nas comarcas de entrância inicial de Barbosa Ferraz, Imbituva, Marechal Cândido Rondon e Ponta Grossa. Em 2013, foi promovido ao cargo de juiz de direito substituto em 2º grau, atuando predominantemente desde então junto à 13ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná.

 

Análise Criminal

Márcio José Tokars, formou-se em direito pela Faculdade de Direito de Curitiba. Especialista em Ciências Penais pela UFPR. Ingressou na magistratura em 1990. Atuou nas Comarcas de Ibaiti, Paranaguá, Pinhão, Reserva, Teixeira Soares, Araucária e Curitiba e também como Juiz Auxiliar da Corregedoria Nacional de Justiça. Atualmente é Juiz Substituto em Segundo Grau no TJPR, judicando nas câmaras criminais e auxiliando o 1ª Vice-Presidente na gestão do biênio 2019/2020 do TJPR. Lecionou Direito Civil e Deontologia na Universidades Tuiti; Unicuritiba; PUC-PR e na Escola da Magistratura do Paraná (EMAP). Ademais, é membro titular do Conselho Penitenciário do Paraná, diretor-tesoureiro e membro da secretaria de segurança da Associação do Magistrados do Brasil e Secretário geral da Associação do Magistrados do Paraná.

 

Autuação dos Juízes Auxiliares

A atuação dos Juízes Auxiliares consiste em qualificar os trabalhos realizados constantemente junto à 1ª Vice-Presidência.

Entre as suas atribuições, pode-se destacar as seguintes atividades: prestação de assessoramento técnico e administrativo, elaboração de projetos voltados ao aperfeiçoamento das atividades do Gabinete do 1ª Vice-Presidente, acompanhamento de procedimentos instaurados pela Comissão do Regimento Interno e Procedimento, Comissão de Organização e Divisão Judiciária, Gabinete da Presidência e Corregedoria-Geral de Justiça, analise de minutas de atos decisórios emitidos pela Assessoria de Recursos e núcleos especializados, relativos aos recursos dirigidos aos tribunais superiores, submetendo à análise do 1º Vice-Presidente, analisar as comunicações oriundas das Cortes Superiores no sentido de cumprir ordem de suspensão, afetação ou sobrestamento de recursos e processos, entre outras.