Últimas Notícias do TJPR Últimas Notícias do TJPR

Voltar

Conheça a Lei de Acesso à Informação

Foto: Freepik Foto: Freepik

Conheça a Lei de Acesso à Informação
Norma regulamenta o direito constitucional de qualquer pessoa solicitar e receber das entidades e dos órgãos públicos, de todos os entes e Poderes, informações públicas por eles produzidas ou custodiadas.
Qua, 10 Jul 2019 19:25:39 -0300

A Lei nº 12.527/2011, conhecida como Lei de Acesso à Informação (LAI), que completou sete anos de vigência no mês de maio, regulamenta o direito constitucional de qualquer pessoa solicitar e receber das entidades e dos órgãos públicos, de todos os entes e Poderes, informações públicas por eles produzidas ou custodiadas.

A LAI foi publicada em 18 de novembro de 2011, mas só entrou em vigor 180 dias após essa data, ou seja, em 16 de maio de 2012.

De acordo com o seu artigo 4°, inciso I, informações “são dados, processados ou não, que podem ser utilizados para produção e transmissão de conhecimento, registrados em qualquer suporte ou formato”.

Conforme consta na LAI, a publicidade dos atos e dados passou a ser a regra, já o sigilo tornou-se a exceção. Dessa forma, as pessoas podem ter acesso a qualquer informação pública produzida ou custodiada pelos órgãos e entidades da Administração Pública. A norma, entretanto, prevê algumas exceções ao acesso às informações, notadamente àquelas cuja divulgação indiscriminada possa trazer riscos à sociedade ou ao Estado.

De acordo com o artigo 10, § 3° da mesma Lei, é proibido exigir que o solicitante informe os motivos de sua solicitação. Mas, o órgão/entidade pode dialogar com o cidadão para entender melhor a demanda e fornecer a informação mais adequada para a sua solicitação.

Conforme dispõe o artigo 12 da LAI, o serviço de busca e fornecimento da informação é gratuito. Entretanto, podem ser cobrados os custos dos serviços e dos materiais utilizados na reprodução e envio de documentos.

A lei contém dispositivos de aplicação imediata a todos os órgãos e entidades, bem como dispositivos sobre a necessidade de regulamentação específica por cada Poder e ente da Federação. No âmbito do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), o Órgão Especial aprovou a Resolução nº 193, em 11 de dezembro de 2017.  

Prazos

Quanto aos prazos para responder aos pedidos apresentados com base na LAI, se a informação estiver disponível, ela deve ser entregue imediatamente ao solicitante. Caso não seja possível conceder o acesso imediato, o órgão ou entidade tem até 20 dias para atender ao pedido, prazo que pode ser prorrogado por mais 10 dias, se houver justificativa expressa.

Serviço de Informações ao Cidadão

O artigo 9° da LAI também  instituiu como um dever do Estado a criação de um ponto de contato entre a sociedade e o setor público, que é o Serviço de Informações ao Cidadão (SIC).
Dentre as suas funções estão:

- atender e orientar os cidadãos sobre pedidos de informação;

- informar sobre a tramitação de documentos e requerimentos de acesso à informação;

- receber e registrar os pedidos de acesso e devolver as respostas aos solicitantes.

Cada órgão e entidade do poder público deve se estruturar para tornar efetivo o direito de acesso à informação, sendo obrigatória a instalação do SIC pelo menos em sua sede, em local de fácil acesso e identificação pela sociedade.

O TJPR apresenta no seu site o acesso ao SIC, por meio de um banner rotativo que disponibiliza ao cidadão acesso direto ao formulário criado pela Ouvidoria. Este documento é recepcionado pela equipe do setor, que irá registrar, tratar e fornecer a respectiva resposta. Assim, cabe a Ouvidoria de Justiça do TJPR atender ao usuário, principalmente, quando a informação desejada não estiver disponível no site do TJPR.

Transparência Ativa

A LAI também trata da transparência ativa, que é nada menos que a divulgação de dados por iniciativa do próprio setor público, ou seja, quando são tornadas públicas informações, independente de requerimento, utilizando principalmente a Internet. Um exemplo de transparência ativa são as seções de acesso às informações nos sites dos órgãos e entidades públicas. Os portais de transparência também são um exemplo disso.

A divulgação proativa de informações de interesse público, além de facilitar o acesso das pessoas e de reduzir o custo com a prestação de informações, evita o acúmulo de pedidos de acesso sobre temas semelhantes.

O Tribunal de Justiça do Paraná  já disponibiliza diversas informações no Portal da Transparência, basta clicar no canto esquerdo da página principal do site.

Até o final deste ano, a Ouvidoria de Justiça irá publicar em uma revista eletrônica a coletânea de todos os pedidos de acesso à informação que tramitaram pelo setor desde o advento da Lei.



CIDADÃO

ADVOGADO

IMPRENSA

Canal do Youtube do Tribunal de Justiça do Paraná Canal do Youtube do Tribunal de Justiça do Paraná

Jurisprudência do TJPR Jurisprudência do TJPR


Consulta Jurisprudência 2o. grau TJPR, Jurisprudência 2º Grau, Jurisprudência Turmas Recursais, Jurisprudencia, jurisprudencia

Diário da Justiça do TJPR Diário da Justiça do TJPR

a

Prazos e Suspensões no TJPR Prazos e Suspensões no TJPR

Clipping Clipping

Nota de Falecimento Nota de Falecimento