Agenda Institucional


PRESIDENTE DO TJPR RECEBE EX-PRESIDENTE DO TJSP 

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJPR), desembargador Luiz Fernando Tomasi Keppen, recebeu na quinta-feira (29/02) o ex-presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, desembargador Manoel Queiroz Pereira Calças e o professor Assis Gonçalves.  

Estava presente também o desembargador Ramon de Medeiros Nogueira e o juiz auxiliar Cézar Ghizoni. 


 



PRESIDENTE DO TJPR SE REÚNE COM MAGISTRADOS DA 1ª CÂMARA CÍVEL

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJPR), desembargador Luiz Fernando Tomasi Keppen, se reuniu na quinta-feira (29/02) com os magistrados que compõem a 1ª Câmara Cível do TJPR, os desembagadores Fernando Wolff Bodziak, Lauri Caetano da Silva, Guilherme Luiz Gomes, Sergio Roberto Nobrega Rolanski e Salvatore Antonio Astuti.

Estavam presentes também os juízes Everton Luiz Penter Correa e Fernando César Zeni. 


 



PRESIDENTE DO TJPR SE REÚNE COM MAGISTRADOS DA 1ª CÂMARA CRIMINAL

Na terça-feira (27/02), o presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJPR), desembargador Luiz Fernando Tomasi Keppen, reuniu-se com os desembargadores que compõem a 1ª Câmara Criminal. Estavam presentes os magistrados Telmo Cherem, Sergio Luiz Patitucci, Miguel Kfouri Neto, Lídia Maejima, Gamaliel Seme Scaff - Presidente do Órgão Julgador, Adalberto Jorge Xisto Pereira e o desembargador aposentado Antônio Loyola Vieira.  



PRESIDENTE DO TJPR SE REÚNE COM MAGISTRADOS

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJPR), desembargador Luiz Fernando Tomasi Keppen, reuniu-se na sexta-feira (23/02) com magistrados que participaram do evento sobre a “Reforma Tributária: debate e perspectivas”. Esse evento foi organizado pela Escola Judicial do Paraná (Ejud-PR) e teve como objetivo debater a nova reforma no âmbito do Poder Judiciário. A Reforma Tributária está em trâmite no Congresso Nacional e visa unificar os cinco tributos sobre o consumo de bens e serviços. 

Estavam presentes o diretor-geral da Ejud-PR, Ramon de Medeiros Nogueira; a desembargadora Angela Khury; os desembargadores Adalberto Jorge Xisto Pereira, Anderson Ricardo Fogaça, Rodrigo Otávio do Amaral; o desembargador do Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul (TJMS) Ary Raghiant Neto; o desembargador do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) Diogo Pítsica; o diretor do fórum da Comarca de Paranaguá, Eduardo Ressetti Pinheiro Marques Vianna, os juízes Bruno Oliveira Dias, Carlos Eduardo Nahas, Márcio Tokars, Rafhael Wasserman, Rogerio de Vidal Cunha.


 



PRESIDENTE DO TJPR PROMOVE REUNIÃO CONJUNTA SOBRE AS SEMPS E CMP

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJPR), desembargador Luiz Fernando Tomasi Keppen, promoveu na sexta-feira, 16/02, uma reunião conjunta com o corregedor-geral da Justiça, desembargador Hamilton Mussi Corrêa, uma equipe de juízes-auxiliares e servidores da Unidade Especial de Atuação no Primeiro Grau de Jurisdição (UEA), e que contou também com a presença do presidente da Associação dos Magistrados do Paraná (Amapar), Marcel Ferreira dos Santos, e dos vice-presidentes da Amapar, desembargador Clayton de Albuquerque Maranhão e juíza Débora Cassiano Redmond, para a apresentação do projeto de implementação das Secretarias Especializadas em Movimentações Processuais (SEMPs) e de reorganização sistemática da Central de Movimentações Processuais – CMP. 

A Resolução n° 411-OE, de 25 de setembro de 2023, que criou as SEMPs, tem como escopo a tramitação centralizada e padronizada dos processos judiciais eletrônicos das Unidades Judiciárias do 1° Grau de Jurisdição.  

Os critérios de implantação e funcionamento objetivam melhor racionalização da gestão processual, por meio da especialização por competências e padronização de fluxos procedimentais. Quando submetidos à deliberação do Comitê Gestor das Secretarias Especializadas em Movimentações Processuais e homologados pela Corregedoria-Geral da Justiça, esses critérios não somente tornam-se de observância obrigatória pelas Unidades Judiciárias como asseguram melhor qualidade, celeridade, eficácia, previsibilidade e segurança na prestação dos serviços judiciários.  

O projeto, que se soma à implantação de núcleos de enfrentamento de demandas em áreas específicas da jurisdição na Central de Movimentações Processuais, representa significativos ganhos de eficiência e aproveitamento da força de trabalho do Poder Judiciário do Estado do Paraná neste novo paradigma de atuação das também denominadas “secretarias do futuro”. 

Estavam presentes também os juízes auxiliares Antônio Franco Ferreira da Costa Neto e Letícia Marina Conte, a juíza auxiliar da presidência do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Fabiane Pieruccini, os juízes Márcio Tokars, Fábio Brandão, Rafael Brasileiro e José Ricardo Alvarez Vianna e a técnica judiciária, Talizza Seleski de Menezes.