Notícias Notícias

Voltar

Guarda compartilhada de pets é destaque no programa de rádio desta semana


Guarda compartilhada de pets é destaque no programa de rádio desta semana
A questão já foi enfrentada no STJ, em meados do ano passado. No TJPR, caso semelhante foi julgado pela Corte em fevereiro deste ano
Ter, 30 Jul 2019 18:57:27 -0300

Com a dissolução do casamento ou da união estável, quem fica com o animal? Pode ser aplicado o instituto da guarda compartilhada?

A questão já foi enfrentada no Superior Tribunal de Justiça (STJ), em meados do ano passado. É esse julgamento que vem norteando as demais decisões dos tribunais. O entendimento é que não se pode, simplesmente, desprezar a relevância da relação do homem com seu animal de estimação.

No Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), caso semelhante foi julgado pela Corte em fevereiro deste ano. O tema foi abordado na edição desta semana do programa de rádio do TJPR. O magistrado Luciano Carrasco Falavinha Souza participou da coluna “Casos Pitorescos” e destacou que ao longo de sua carreira já enfrentou questões parecidas.

Ele também ressaltou que, antigamente, o Código Civil tratava os casos que envolviam animais como bens semoventes. Hoje em dia, considera-se que os animais integram as relações familiares, o que traz mais complexidade ao tema.

Acesse o soundcloud do TJPR.