Notícias Notícias

Voltar

Magistrados, promotores e servidores auxiliam a criação do fluxo de trabalho da Central de Medidas Socialmente Úteis


Magistrados, promotores e servidores auxiliam a criação do fluxo de trabalho da Central de Medidas Socialmente Úteis
Inaugurada no início de julho, a CEMSU será responsável pela gestão da política de alternativas penais do Judiciário Paranaense
Sex, 12 Jul 2019 18:49:58 -0300

Na quinta-feira (11/7), a equipe da Central de Medidas Socialmente Úteis (CEMSU), instalada no Centro Judiciário de Curitiba, no bairro Ahu, promoveu uma reunião com Desembargadores, juízes, promotores e servidores para apresentar o fluxo de trabalho e discutir as formas de construção do modelo de ação proposto pela Central.

A implementação da CEMSU valoriza a prestação jurisdicional e possibilita a construção de um serviço adequado à realidade da comunidade curitibana. Os Desembargadores do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) presentes destacaram a importância de ações que contribuam para o desencarceramento e que visem atuar de forma objetiva e colaborativa na solução dos problemas que dão causa ao cometimento de infrações penais.

Sobre a CEMSU

A Central de Medidas Socialmente Úteis funcionará como órgão de gestão de alternativas penais. A proposta é que ela ofereça subsídio às unidades do Sistema de Justiça Criminal, acompanhando e fiscalizando a execução dos substitutivos penais, bem como elaborando pareceres técnicos eventualmente necessários em processos. 

A Central é integrada por uma equipe multidisciplinar e interinstitucional, contando com apoio das áreas de Psicologia, Serviço Social e das entidades parceiras do Sistema, como a prefeitura de Curitiba, que firmou convênio com o TJPR e disponibiliza a estrutura administrativa do município e sua rede de proteção social para o desenvolvimento da iniciativa.